3.7.08

As estátuas de Luanda e o General Gonçalves Ribeiro



O sr. general escreve em nota de rodapé que “As estátuas dos navegadores e de outros notáveis portugueses, onde se inclui Luís de Camões, acabaram por ser apeadas e transportadas para a Fortaleza de S. Miguel, prevenindo a sua indesejável vandalização. Ali se encontram hoje, como tive a oportunidade de ver há pouco tempo, primorosamente conservadas.” (p. 302, nota 180).

Senhor general, as estátuas estão como diz na Fortaleza de S. Miguel, mais concretamente no jardim da Fortaleza. Não estão “primorosamente conservadas” como assevera porque a maior parte estão destruídas e partidas e outras foram “remendadas” para darem a ideia de uma primorosa conservação. Portanto, a prevenção da "sua indesejável vandalização" não é verdadeira!
O senhor omite o que foi feito à extraordinária obra de arte arquitectónica e escultural que era a estátua do Monumento aos Mortos da Grande Guerra, no largo Maria da Fonte. Foi dinamitada e substituída por um tanque soviético!!!
Mais tarde, foi colocada uma estátua à rainha Rainha Nginga ou Nzinga!

Largo Maria da Fonte

2 comentários:

NSR disse...

Por ser a única via possível de anuncio do meu humilde blogue, remeto para esta caixa o endereço do mesmo na esperança de uma visita sua. Bem haja.

O mesmo ainda se encontra em fase experimental, no entanto passará ainda este verão a ser um programa de rádio em português de e para nacionalistas.

http://voznacionalsocialista.blogspot.com/

Camilo disse...

Para os saudosistas -como EU:
Na foto 1;
O edifício (baixo) à esquerda é o Mercado do Kinaxixe.
A estátua "Maria da Fonte" foi demolida durante uma noite com trotil.
Foi substituída por um "tanque-de-guerra" capturado aos Sul Africanos.