16.2.07

Agora, é o Museu Salazar

No Jornal de Notícias, é noticiado um movimento pseudo-nacional para evitar a construção do Museu Salazar, na casa natal de Salazar, em Santa Comba Dão, no Vimieiro.
Não contentes da vida com as trafulhices nos dois concursos televisivos, a sanha continua.
Não lhes basta o projecto do Museu ter "um espaço dedicado à luta antifascista sobre pessoas que foram perseguidas, presas e torturadas pelo antigo regime."
Não, pura e simples há que impedir - em nome da liberdade, dos direitos do homem, do anti-fascismo, do anti-salazarismo, da liberdade de expressão e outras tretas - que o Museu Salazar surja.
Assim são os democratas!

9 comentários:

Camisa Azul disse...

Para Santa Comba Dão e em força

Flávio Gonçalves disse...

Creio que seria interessante aparecermos com t-shirts iguais, os dizeres podiam ser estes:

"MORTE AO FASCISMO"

em letras grandes e por baixo:

"ps: Salazar não era fascista"

Ouvi esta ontem e achei-lhe muita piada =)

Rodrigo disse...

Não acho isso nada interessante. Jamais usaria uma t-shirt que dissesse «morte ao fascismo».

plr disse...

Lamentável é que, se uns se auto-consideram representativos de um povo, outros enfiem todos os democratas no mesmo saco. Seria muito bom se todos levantassem as palas...
Enfim, parece que perpetuando o século XX, continuamos a assistir a arcaicas lutas entre fascistas e comunistas. Meus senhores: caso ainda não tenham notado, estamos, talvez desde 1991, no século XXI.

Anónimo disse...

O flávio Gonçalves tem que mudar de droga!
Oh homem você o que é ou que pretende ser?

António Manuel

Anónimo disse...

o museu deve ser feito,porque não temos vergonha do passado, assim como o nome da ponte 25 de abril deve retomar o seu antigo nome.

General Zé disse...

«Salazar não era fascista»... é, e vocês também não são... A T-shirt devia dizer "MORTE AOS FASCISTAS" PS: e restante canalha.

Anónimo disse...

Tão queridos todos...que fofinhos!
Eu acho que vocês deveriam ir todos para "santa cona a dão" e organizar uma sessão de masturbação colectiva e pública. com as vossas tshirts com o focinho do salazar (e quiçá do elton john, outro grande querido que tb colecciona barbies... ou será kens??) e aproveitavam e mexiam nas pilinhas uns dos outros enquanto chamavam uns aos outros de "oliveirinha" ou "sazy"
Façam-se Homens, escumalha. Ass: Irmã Lúcia

Anónimo disse...

Oliveira Salazar merece sem dúvida nenhuma, o lugar de destaque que lhe pertence. Só que é na “Galeria dos Grandes Ditadores Mundiais”, quer estes sejam fascistas ou comunistas.
Adolf Hitler (Alemanha), Benito Mussolini (Itália), Francisco Franco (Espanha), Augusto Pinochet (Chile), Josef Stalin (Rússia), Mao Tze Tung (China), Fidel Castro (Cuba), Nicolae Ceausescu (Roménia), King Jong II (Coreia do Norte), Saddan Hussein (Iraque), Idi Amin (Uganda) Jean-Bédel Bokassa (República Centro Africana), ou Oliveira Salazar (Portugal), tiveram ou têm em comum o facto de serem responsáveis por regimes dictatoriais, onde o rapto, a detenção ilegal, a tortura, o assassínio em massa, o desaparecimento de pessoas, e a censura feroz da imprensa, constituiram o “modus operandis” destes personagens.
Museu Salazar já existe. É o Museu Abel Salazar.
Ass,:Eu