17.1.07

Vamos a votos para quê?


No Fascismo em Rede, o Camisa Negra diz vamos a votos.
Para mim, ir a votos com os democratas só dá azar! Por essa e por outras, sigo o sábio e sabedor conselho do meu Mestre, Amigo e Camarada Rodrigo Emílio: "boto de conta!". Eles são mestres em ganhar o que perdem como foi o caso da concurso em causa. Alteraram as regras, criaram uma segunda volta, colocaram como defensor de Salazar, Jaime Nogueira Pinto que ainda ontem afirmou que "Salazar, não lhe era simpático"! Mas, antes disso, trataram de "correr" com o Prof. Hermano Saraiva para não ser o defensor de Salazar devido à sua facilidade de comunicação e de convencimento e assim evitarem uma derrota retumbante e humilhante.
Enfim, nada de surpreendente. Os democráticos são mesmo assim...!
Uma coisa é certa, Salazar é o vencedor natural deste concurso devido ao pânico que demonstraram: primeiro ao não quererem incluí-lo na lista e depois de se verem obrigados a incluí-lo pela propaganda mentirosa que abateram sobre ele, - o tal "terrífico e feroz ditador" - e sobre nós. Ainda, ontem aquele painel (mal)dito de defensores - que gentinha! - defendia que Salazar não devia constar nem ganhar!
E, finalmente, porque Salazar ganhou mesmo o concurso!

9 comentários:

camisanegra disse...

Pois é!
Mas a verdade é que o escândalo já existente resultou de tanta gente espontaneamente ter ido votar em Salazar.
Nesta segunda volta inventada é perfeitamente possível criar um escândalo muito maior.
Não se esqueça que aquilo envolve uma grande organização: nenhum segredo poderá ser eficazmente guardado. A manipulação não é assim tão fácil.
E o certo é que tão grande seria o escândalo da vitória de Salazar como o escândalo de todo o país saber que os resultados tinham sido adulterados.
Portanto, e por esta vez: vamos a votos! Eles que resolvam depois o problema deles: o que fazer com os votos...

Anónimo disse...

Não dispersem os votos, carago
760 10 2003

Legionário

Rodrigo disse...

Eu votei em Salazar na primeira vez, isto apesar de não o considerar, de todo, o «melhor português»( aliás, uma parvoíce, o concurso), como eu conheço muita gente, foi um voto de «protesto», digamos. Não acredito que agora se repita a situação, lembro-me que até entre gente que ia ao Insurgente se votou em Salazar para «chatear os comunas», pessoas que agora dizem ir votar noutro, é que a mobilização em Salazar, desta vez, poderá estra resumida à área «nacional». Mas veremos...

E depois também não me parece coincidência a escolha do defensor, o amigo fez a figura que se sabe em Teerão e este não será melhor.

Já agora quem forma os comentadores( referidos por ti) que contestaram a presença de Salazar?

Anónimo disse...

Correcção: quem foram?

Rodrigo

Anónimo disse...

Esquece...nem sabia que tinha sido ontem o programa de defesa dos candidatos, pensei que o JNP teria dito isso noutro local.

Rodrigo

Thoth disse...

Volta Salazar, que estás perdoado, assim clamam os mortais!

Cumprimentos do céu

degueldre disse...

O nogeira pinto e o nunes rogério são os grandes representantes da "direita"(deles)nas televisões do regime,o que dá imenso jeito e pecúnia não só aos próprios,como à camarilha no poder.Não é por acaso que os media do regime,sempre sedentos de escândalos,ignorem sistemáticamente as negociatas do pinto em África com os sobas da frelimo e do mpla(ele que pretendia ter inventado o Dlakama e se dizia fã da unita),os subsídios do MNE,especialmente no tempo do jaime gama(aquele que inventou um lugar muito bem pago para a madame zézinha),da CIA,e por aí fora.Destas histórias e dos milhões de contos(segundo confessou o próprio a amigos do peito)com elas ganhos não quer saber a correctíssima e democrática imprensa do regime.

Anónimo disse...

Vamos a votar sim senhora, porque o lençol é curto demais para tapar tanta miséria.
E ainda para o pior português, que é o Mário Soares:
http://piorportugues.blogs.sapo.pt/

Anónimo disse...

O meu Respeito por Salazar.

O Programa para o "melhor" Britânico e "melhor" Francês tiveram 2º volta com os 10 mais votados. É o formato.

Alteraram as regras?