30.1.07

A culpa é da PIDE

Veio hoje publicado no Público, na pág. 39, um interessante artigo assinado por Maria Lopes sobre o que se passa com a votação massiva em Salazar. Está tudo mais que explicadinho!
Com o título de "SMS anónimos levam a voto involuntário em Salazar", a escriba deixa este naco de prosa com muita imaginação:

Por favor ligue-me: 760102003." A mensagem, sem identificação do remetente ou qualquer outra informação além desta frase, anda a ser enviada há alguns dias para inúmeros telemóveis. Quem responde ao apelo apercebe-se, três segundos depois, que acaba de votar em António de Oliveira Salazar no âmbito do programa da RTP Os Gandes Portugueses. O seu voto foi para António de Oliveira Salazar. Este voto altera qualquer voto anterior feito por este telefone", avisa a gravação, usada quer seja a primeira vez que se disca aquele número, quer seja a terceira. Depois, a voz feminina da gravação pede que se indique a idade do votante, sexo e os quatro digítos do código postal.
O produtor do programa diz que estas mensagens passadas através de SMS são "pura pirataria" e que a equipa foi alertada para o caso por um dos defensores, mas referia-se a Salazar e outra figura que não conseguiu precisar. "Não há nada que se possa fazer para contrariar estas iniciativas", comentou Bruno Cerveira ao Público, e o problema nestas situações é que "quase toda a gente cai na cilada". "Eu caia de certeza", reforça. A equipa ainda não recebeu quaisquer queixas por causa destas mensagens e a RTP diz que "é uma situação que lhe é completamente alheia".
Bruno Cerveira garante que o software utilizado para a votação só permite o registo de um voto por cada número de telefone. Ou seja, é escusado gastar dinheiro ligando muitas vezes do mesmo aparelho porque o sistema só contabiliza um voto - se o agregado familiar quiser votar convém combinar primeiro qual das dez figuras prefere. O voto fica automaticamente registado assim que a chamada é atendida pelo sistema - cada uma custa 72,6 cêntimos -, servindo as restantes informações que o participante queira dar apenas para tratamento estatístico. No sábado, o jornal Sol noticiava que Salazar era a figura mais votada, com 19 mil votos, de um total de 45 mil, estando Álvaro Cunhal em segundo lugar (12 mil). Bruno Cerveira diz que estes números e ordenação "não são reais". "Ninguém sabe mais do que eu e eu sei que não é assim", reforçou, escudando-se a precisar como está actualmente o ranking. "O grande interesse deste programa é pôr a sociedade a falar sobre o que considera ser as características que fazem de alguém um português marcante", diz. Na página do programa na Internet, anuncia-se um espaço para estatísticas onde "brevemente" se poderá saber "como estão a decorrer as votações". No entanto, aqui serão publicadas apenas informações como as percentagens de votantes por sexo, idades ou região do país, bem como as opiniões recolhidas junto das escolas pelo camião que está a fazer um road show pelo país, escpecifica o produtor.»

Pois, está visto, a culpa é da PIDE! A PIDE anda a enviar SMS para telemóveis enganando as pessoas, coitadinhas e pedindo para ligar rapidamente e em força.
Afirma o produtor do programa que estas mensagens feitas por SMS são "pura pirataria". Julgo que esse caso só se aplicaria a Vasco da Gama. Aliás, penso mesmo que, deve ser a tal figura que o produtor não se lembrou de precisar e que faz todo o sentido e toda a lógica.
Voltando a Salazar, julgo que é urgente anular esse vírus que ameaça espalhar-se por todo o país e assim fazer com que Salazar ganhe.
Aguarda-se um parecer da Organização Mundial de Saúde sobre este caso viral e uma vacina a todo e qualquer momento.
Se fosse comigo, anulava a votação no Salazar e não se falava mais nisso. O que acham?

2 comentários:

portugal sempre disse...

Barvo Nonas!

Viva Salazar.

Vitório Rosário Cardoso disse...

Caro Nonas,

Ainda bem que publicou esta notícia. Já me esquecia de votar, é agora que vou dar os meus votos e os da minha namorada.

Saudações,