14.1.08

Justiça democrática em acção


Depois de Ernst Zündel ter sido condenado a cinco anos de prisão, agora foi a vez da sua advogada, a Sr.ª Dr.ª Sylvia Stolz, de 44 anos, devido às suas alegações finais do julgamento de Ernst Zündel, ter sido condenada a três anos e meio de prisão e proibida de exercer advocacia durante cinco anos.
Esta condenação da Sr.ª Dr.ª Sylvia Stolz reflecte, da sua parte, uma falta de (juris)prudência e o tribunal em nome da lei demonstra a tolerância da sua justiça, nomeadamente pelo direito ao trabalho!

5 comentários:

Ricardo Zenner disse...

Mas que «verdade histórica» tão frágil que tem de ser imposta sob pena de prisão!
Onde é que se viu isto? Grande «democracia», não haja dúvida...

Activista disse...

para reflectir: http://activismo-nacional.blogspot.com/2008/01/juventude-nacionalista.html

Å disse...

Eles hão-de pagar. Com juros!!!

Anónimo disse...

Com juros?!
Ai, ai, essa veia usurária.
:-)

revista atlântico disse...

Se dúvidas houvessem sobre o holocausto, eis a prova!
Não existiu.