21.7.11

A superioridade moral da democracia



Desta vez, exumaram o corpo de Rudolf Hess para evitar a peregrinação anual ao cemitério de Wunsiedel todos os 17 de Agosto, e as suas cinzas serão lançadas ao mar.
Já não bastou condenarem-no a prisão perpétua e de ter sido assassinado por elementos do SAS inglês a 17 de Agosto de 1987.
Rudolf Hess - Presente!

6 comentários:

Lusi disse...

Um exemplo e uma grande fonte de inspiração para mim. Hess presente, símbolo de lealdade.

Rádio Portugal disse...

Gosto de ver que aqui não há pudor relativamente ao NS. ;)

Carla Antunes
RP

1143 disse...

espera-se agora no seguimento a proibição da imagem (fuça) do criminoso che

1143

Anónimo disse...

Eles, todos os mundialistas já desaparecidos e os que vao desaparecendo, aqui e no mundo, é que deviam ser enxumados e as cinzas atiradas ao vento. Ao mar é que nem pensar, porque os pobres peixes e demais espécies marinhas, que não fizeram mal a ninguém, merecem outro tipo de alimento que não o plancton envenenado em que as cinzas desses milhares, senão milhões, de seres diabólicos o transformariam.

Porque - isto no caso daqueles que forem sepultados - até os seus restos mortais, onde quer que sejam depositados, serão desprezados pelas gerações vindouras. Porquê? Pelo mal sem perdão que fizeram a Portugal e aos portugueses. Que disto não tenham eles a mais pequena dúvida.
Maria

Anónimo disse...

Vergonha! a história vai dar razão a Hess.

Arauto disse...

Que saudade do Führer...